Warning: getimagesize(/var/www/html/portaldotiro.com/web/images/soldado-Craig-Harrison.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portaldotiro.com/web/plugins/content/social2s/social2s.php on line 1660

0
0
0
s2smodern

 

Atirador de elite bate recorde militar com morte confirmada de membro do "Estado Islâmico" a uma distância de 3.540 metros. Bala levou dez segundos para alcançar o alvo.Um atirador da força especial de elite do Canadá matou um jihadista do "Estado Islâmico" no Iraque com um tiro de mais de 3,5 quilômetros de distância, batendo um recorde militar, segundo informou o diário canadense The Globe and Mail nesta quinta-feira (22/06).

O comandante da unidade de elite, Micheal Rouleau, disse que se trata de uma façanha militar única e que a bala levou dez segundos para alcançar o alvo. Ele afirmou ainda que o feito foi verificado de maneira independente e comprova a qualidade dos soldados do país. Por questões de segurança, ele não precisou quando e onde o tiro foi dado.

De acordo com Rouleau, o atirador bateu o recorde militar mundial com a morte confirmada à distância de 3.540 metros. O recorde anterior era do atirador britânico Craig Harrison, que em 2009 matou um talibã a 2.475 metros de distância.

Segundo Rouleau, atiradores de elite perceberam que combatentes do "Estado Islâmico" estavam se aproximando das forças de segurança iraquianas, que não sabiam da possível emboscada. O atirador, que usou um fuzil McMillan TAC-50, disse que não esperava acertar o alvo a essa distância, mas apenas que o tiro assustasse o inimigo e o fizesse fugir.

"Mas, por causa do alto nível da equipe de atiradores de elite, eles realmente conseguiram matar um dos combatentes do Daesh ["Estado Islâmico"]. O ataque foi evitado, o que permitiu que as forças de segurança iraquianas avançassem sem problemas", explicou Rouleau.

Entre as forças militares ocidentais, o Canadá tem uma reputação no que diz respeito à habilidade de seus atiradores, apesar do tamanho bem menor das Forças Armadas canadenses quando comparadas com as do EUA e da Inglaterra, observou o Globe and Mail.

 

Fonte: http://bit.ly/2gkFsBu

Foto: Ahmad A Rubay e AFP Arquivo


GOLD SHOT - DESPACHANTE (SP)

PROMOÇÃO EXCLUSIVA

Revista Magnum

 

 

OLGun

Anuncie Aqui